Ano novo, nova meta: “Cuidar de mim”

 

 

Se eu pedisse para ler sua lista de metas e objetivos para esse ano de 2022, encontraria o cuidado com a sua saúde e qualidade de vida?

Não sei como você tem passado esses últimos meses. Espero que bem. Mas sabemos que os momentos turbulentos, inesperados e pandêmicos nos assustaram muito, trouxeram muitas mudanças na rotina das pessoas e afetaram nossas relações. Eu mesma passei por uns bocados, procurei ajuda profissional e estou em tratamento. Por isso a preocupação com o “autocuidado”, aquele mais profundo, é muito importante.

A melhor parte de dar atenção para essa área da vida é que ela não demanda um grande investimento financeiro, mas de tempo. Horas de descanso e lazer têm de ser sagradas, assim como atividades que dão prazer, relaxam nosso corpo, elevam a saúde mental e liberam hormônios do bem estar.

Eu por exemplo, gosto muito de desenhar, dançar e jogar videogame, mas as opções são infinitas.

Veja só: meu companheiro não abre mão dos 10k corridos diariamente, faça chuva ou faça sol; uma amiga querida faz artesanatos e vez ou outra até faz uma graninha extra com isso; os diretores daqui empresa são músicos (um deles é surfista também!); e por aí vai.

Não tem uma receita única e cada um precisa de descobrir do que gosta e o que te faz bem. E, principalmente, reservar tempo para isso.

Algumas dicas importantes e que valem para todo mundo:

  • O contato com a natureza. Estudos científicos já mostraram os benefícios para a nossa saúde mental e física, como regular a pressão arterial, reduzir os índices de açúcar no sangue e diminuir o estresse e a ansiedade quando estamos ao ar livre, rodeado por natureza.
  • Aderir ao tratamento prescrito pelo médico e fazer as consultas e os exames regulares (inclusive os de rastreamento de câncer, como mama e próstata).
  • Lutar contra o sedentarismo, a obesidade e todos os tipos de excessos – de alimentos, bebidas, trabalho, redes sociais e o que você e quem te quer bem identificarem que tem te consumido.

Comece devagar. Se parece muita coisa, vamos voltar alguns passos. Não se estresse e não se cobre tanto. Como dizia o poeta e filósofo: “é devagar, devagarinho”.

 

 

Acima de tudo, te desejo um ano cheio de carinho consigo mesmo/a. Nem sempre os dias serão fáceis. Mas saber que as coisas vão ficar bem, eventualmente, é um ponto de esperança que nos faz seguir, mesmo nesses dias nublados.

Se você precisar de ajuda profissional, não exite em procurar! Tem feito muito bem para mim e com certeza fará bem há você.

Com carinho,

Sara Pagiossi

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *